Marketing de Conteúdo

Marketing de conteúdo de forma simples e objetiva

Fica óbvio quando vemos um anúncio de grandes marcas, como Casas Bahia e de outras do gênero, que o objetivo deles é vender o que se tem na loja e pronto, sem muito blá blá blá. Isso não é uma ação de Marketing de conteúdo.

Na verdade, cresci entendendo que propaganda de loja era para isso mesmo, vender.

Mas nunca me dei conta de que propaganda de um programa de televisão que ainda iria ao ar, como cenas do próximo capitulo ao final das novelas (isso há muitos anos atrás diga-se de passagem) também era para vender só que de maneira diferente.

Esse segundo tipo de propaganda que encanta, que faz a gente ficar aguardando ansiosamente pela chegada de algo que até então está apenas na nossa imaginação e que nos impulsiona a consumir tal produto, é o tão falado marketing de conteúdo.

Tipo natal e todas as outras datas comemorativas. As datas são subjetivas e nos enlouquecem, e como consequência chega o momento de compra.

Ou seja, de uma forma ou de outra o marketing prepara a cama para que o consumidor se deite.

O marketing de conteúdo tem como características atrair de forma sutil e encantadora.

Ele não vende nada diretamente, até pelo contrário, entrega muita coisa de graça e em muitos casos coisas excelentes.

Então há esses dois caminhos:

  • Anúncios tipo é para acabar, é para acabar;
  • E o sutil que atrai aos poucos.

Em ambos os casos o objetivo é o mesmo: VENDER

E obviamente cada um tem seu público.

Então o negócio é escolher um e tocar em frente?

Não necessariamente!

Isso vai depender de qual tipo de profissional você quer ser.

E não quero dizer que um é melhor que o outro de jeito nenhum!

Tem muito ambulante que vende no modelo “é para acabar” que consegue resultado muito melhor do que muitos que se dizem experts em marketing e não conseguem resultado nenhum.

Eu mesmo já fui ambulante, conheço vários que criam suas famílias nesse modelo de trabalho e nem tem ideia do que significa o termo marketing de conteúdo.

Assim como do outro lado da moeda há várias feras no assunto que estão milionários.

É claro que cada tipo de produto/serviço requer sua forma de ser oferecido.

Não se oferece uma sessão de terapia da mesma forma que se vende Coca-Cola, mas em ambos os casos o que trará resultado é entender como se oferecer um e outro. Feitos de maneira equivocada nenhum deles será vendido.

E isso desde a maneira mais simplória à mais complexa é o marketing de conteúdo.

Com certeza quem trabalha com produto tende a ser mais direto em suas ofertas, mas isso não impede que se faça um trabalho de atração do público antes.

Em contrapartida os que oferecem serviços já precisam naturalmente de exercer essa trajetória até conseguir chegar a etapa da conclusão de um negócio.

É mais demorado o processo e então faz-se mesmo a necessidade em se atentar no passo a passo dessas ofertas.

Um ponto que há em comum entre eles é que mesmo sendo um cartaz escrito à mão anunciando uma promoção ou mesmo no gogó do cara que vende água na praia, até uma campanha super bem elaborada de marketing é que todas essas técnicas são anúncios.

E seja o que for, da forma como for, antes de ser vendido precisa ser anunciado. Lembra da famosa página de anúncios do jornal Estado de Minas?

Sendo assim, defina a mensagem e maneira como irá transmiti-la.

Agora caso opte por ir além de anúncios diretos, procure ter coerência no que vai dizer.

A cada etapa em que se encontra seu produto há uma mensagem específica para ele.

Tem sido cada vez mais comum encontrarmos muito material oferecido gratuitamente, materiais ricos em qualidade e quantidade.

É possível, inclusive, adquirir conhecimento real sobre determinado tema sem precisar gastar um centavo com o produto.

E isso são etapas de marketing.

Os conteúdos vão sendo entregues aos poucos, chamando nossa atenção, aumentando nosso desejo, nos envolvendo de uma maneira que quando chega o momento da famosa “Oferta Irresistível“, é mesmo quase impossível dizer não.

E para isso acontecer existe toda uma estratégia na entrega desses conteúdos e que faz muito sentido quando bem formulada, pois passo a passo alcança seu objetivo.

Para tal, quem optar por esse tipo mais elaborado de marketing, precisa saber exatamente em que momento se encontra seu produto para produzir mensagens coerentes a tal e equalizadas ao canal em que será veiculada.

E são diversas as opções e muito interessante como se encaixam perfeitamente o término de uma etapa ao início da próxima.

Pode-se fazer isso por conta própria ou contar com profissionais da área.

Então finalizando, reforçamos a ideia de que em qualquer que seja a situação, faça uma análise, entenda, respeite e aja de acordo com o momento e a intenção que você tem sobre o seu produto.

Equipe H2 Digital

Links relacionados

https://www.h2digital.net/blog/marketing-de-conteudo-entendendo-porque-investir-e-dicas/
https://www.h2digital.net/blog/criando-um-funil-de-vendas-digital/
https://www.h2digital.net/consultoria-gratuita/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima